O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.

TAILÂNDIA: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio na Tailândia decorrentes da COVID-19.

PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS PARA AS EMPRESAS

O principal constrangimento na Tailândia devido ao atual surto de COVID-19, foi e é a dificuldade de poder entrar no país. Além de ter que se ter o visto de entrada autorizado, o que não é fácil dadas as condições impostas, deverá apresentar o teste ao COVID-19, negativo, emitido até 72 horas antes da partida.

Ao chegar à Tailândia todas pessoas que não tenham vacina terão que ficar obrigatoriamente em quarentena (Quarentena Estadual Alternativa – ASQ) de 10 dias em local ou Hotel devidamente autorizado, onde são acompanhados por equipa médica, diariamente, e são feitos dois testes ao COVID-19. Aquelas pessoas que provem estar vacinadas têm o período de quarentena reduzido para 7 dias. Após este período de quarentena poderão sair.
Este procedimento de entrada é difícil e caro, o que faz com que quase todos os turistas ou pessoas de negócios evitem visitar a Tailândia.

O setor do Turismo e Hotelaria foi o mais afetado devido às restrições impostas e à quarentena. No entanto alguns hotéis oferecem “Quarentena Estadual Alternativa” que varia de normal a luxuosa em resorts de praia em Phuket e na Ilha de Samui, o que não tem tido muito sucesso.

A proibição de venda de bebidas alcoólicas em restaurantes e outros estabelecimentos de consumo também afetou bastante a atividade do sector de Restauração e Hotelaria.

 

APOIO ÀS EMPRESAS NO MERCADO

As principais medidas adotadas pelo governo tailandês traduzem-se em iniciativas de emergência, autorizando empréstimos às empresas, a taxas de juro reduzidas para compensação e reabilitação da economia, dada a grande e rápida quebra verificada.

Também foram implementadas:

  • a medida “Khon la Krueng” ou “Half and half”, para reduzir o custo de vida das famílias, ajudando a pagar metade dos produtos e serviços consumidos, durante um determinado período.
  • o programa “Rao Chana” (“Nós ganhamos”) com a distribuição, por meio de um aplicativo do governo “Pao Tang” ou “Wallet”, de 1.000 baht todas as quintas-feiras até um total de 7.000 baht por pessoa, dirigido a 16,3 milhões de pessoas qualificadas
  • a redução das contas da água e de eletricidade para as pequenas e médias empresas e famílias de baixa renda.

 

CONSELHOS ÚTEIS ÀS EMPRESAS

Conselhos:

  • A parceria com um agente ou distribuidor local é a maneira mais eficaz de entrar no mercado tailandês e alcançar potenciais compradores tailandeses.
  • O agente ou distribuidor pode facilitar a entrada no mercado com o seu conhecimento e facilitar o acesso às redes de distribuição estabelecidas e relacionamentos com empresas importantes.
  • Compreender a vitalidade da confiança: as relações sociais, a família e a tradição desempenham um papel muito importante na Tailândia. Na verdade, a vida social e a vida empresarial estão muito interligadas e muitos negócios locais são estruturados ao longo das linhas de parentesco e rede social. Daí, esta importância de perceber este relacionamento e respeitá-lo por forma a poder vir obter bons resultados.

Tendências de mercado e oportunidades de negócios:

  • Mercado de bebidas não alcoólicas;
  • Hospitais privados;
  • Estilo de vida saudável: oportunidade para as marcas de alimentos e bebidas com versões mais focadas neste segmento

 

SITES RELEVANTES

Nota: Tendo em conta o rápido desenvolvimento da pandemia COVID-19 e dos seus impactos na economia dos diversos países, a informação constante nesta página poderá não corresponder à totalidade da informação do mercado disponível e poderá ficar temporariamente desatualizada.

Última atualização: 26 de abril de 2021.

As empresas clientes da AICEP poderão contactar os respetivos Gestores de Cliente que lhes poderão fornecer informação adicional ou mais detalhada.