O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.

POLÓNIA: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio na Polónia decorrentes da COVID-19.

PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS PARA AS EMPRESAS

  • Os dados epidémicos recentes são satisfatórios. O número de infeções COVID-19 e de internamentos hospitalares está a diminuir. A situação atual permite um descongelamento lento da economia e um regresso à normalidade.
  • Quarentena obrigatória (10 dias) para quem entrar no território nacional independentemente do meio de transporte em que se desloca ou mesmo a pé.
  • Estão isentas da quarentena obrigatória: pessoas com resultado negativo do teste, apresentado em polaco ou inglês, realizado dentro de 48 horas antes da entrada no território da Polónia; pessoas com documento que confirma a receção da dose completa de vacinas contra o COVID-19, aprovadas na UE; ou pessoas que completaram o isolamento domiciliário, isolamento ou hospitalização devido à infeção com o vírus SARS-CoV-2, o mais tardar 6 meses antes da data da entrada no território da República da Polónia. As pessoas que tenham sido colocados em quarentena na Polónia, por falta do teste, poderão fazê-lo na Polónia no prazo de 48 horas e, se este for negativo, serão isentas da quarentena.
  • Manter 1,5 m de distância de outros em espaços públicos; cobrir o nariz e a boca, exclusivamente com uma máscara, em áreas públicas em espaços fechados (por ex. lojas e transportes públicos). Seguir rigorosamente as regras sanitárias em locais onde as pessoas estão reunidas (desinfeção e manutenção de uma distância adequada).
  • Foram retomados os voos diretos regulares entre a Polónia e Portugal.
  • Setores mais afetados: cultura, entretenimento, lazer, turismo e restauração, indústria ligeira de moda, setor dos eventos.
  • Restauração ao ar livre/esplanadas de restaurantes abertas. A partir de 29 maio a gastronomia interior será aberta (ocupação máxima 50%). Hotéis abertos (ocupação máxima 50%).
  • Eventos especiais e desportivos ao ar livre com limite até 25 pessoas ou máximo 25% do público.
  • 11,74% da população total já está vacinada com dose completa de vacinas contra o COVID-19, aprovadas na UE.

                                                                      

APOIO ÀS EMPRESAS NO MERCADO 

  • Possibilidade de cofinanciamento de salários de empregados. Subsídio a remunerações de empregados no tempo de inatividade empresarial ou na situação de redução do tempo de trabalho;
  • Empréstimo para transações; empréstimos de até 5.000 PLN para microempresas;
  • Contribuições ZUS (descontos para a Segurança Social) – possibilidade do pagamento a prestações ou pagamento com perdão de juros;
  • Possibilidade de liquidação retroativa de prejuízos fiscais no IRC. Prorrogação do prazo de pagamento dos adiantamentos (valores mensais) do imposto IRS;
  • Possibilidade da redução de adiantamentos a título dos impostos IRC e IRS mediante requerimento ou a possibilidade do perdão da dívida. Apoio financeiro durante o período de inatividade empresarial relativo a empresários em nome individual. Cofinanciamento da parte dos custos relacionados com a atividade empresarial relativo a empresários em nome individual;
  • Vouchers turísticos: válidos até 31 de março de 2022;
  • O Programa de auxílio financeiro Tarcza PFR 2.0 (Shield PFR 2.0) irá disponibilizar 35 mil milhões de PLN para apoiar microempresas, pequenas e médias, e grandes empresas que atuam em 38 setores, escolhidos para o efeito, da Classificação Polaca de Atividades PKD/(NACE).

 

CONSELHO ÚTEIS ÀS EMPRESAS 

Setores de oportunidade:

  • Digitalização - soluções e inovações digitais
  • Eco e sustentabilidade
  • Internet das coisas/Indústria 4.0
  • Fintech - serviços financeiros

Setores tradicionais:

  • Fileira casa
  • Vinhos
  • Moldes de Injeção
  • Automóvel
  • Produtos ligados à área da saúde: medicamentos e dispositivos médicos
  • Rochas Ornamentais

 

Conselhos práticos para as empresas portuguesas:

  • Decisão compra feita com base preço, mercado muito competitivo;
  • O custo de transporte é um fator importante no preço final;
  • Cotações devem ser feitas em Euro ou PLN;
  • A Polónia deve ser visto como um país da Europa Central, evitar o erro de referir “País de Leste”;
  • Podem ser lentos e conservadores a mudar para novos fornecedores. Necessária resiliência na aproximação comercial;
  • Devido a caraterísticas do mercado como dificuldades com o idioma, recomenda-se parcerias locais.

 

SITES RELEVANTES 

Nota: Tendo em conta o rápido desenvolvimento da pandemia COVID-19 e dos seus impactos na economia dos diversos países, a informação constante nesta página poderá não corresponder à totalidade da informação do mercado disponível e poderá ficar temporariamente desatualizada.

Última atualização: 28 de maio de 2021.

As empresas clientes da AICEP poderão contactar os respetivos Gestores de Cliente que lhes poderão fornecer informação adicional ou mais detalhada.