O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.

MALÁSIA: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio na Malásia decorrentes da COVID-19.

PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS PARA AS EMPRESAS

Fronteiras permanecem fechadas a cidadãos estrangeiros. No entanto, é permitida a entrada de Diplomatas e profissionais essenciais, residentes permanentes, profissionais detentores de visto “Employment Pass 1 (EP)” e / ou “Resident Pass Talent Pass” com cargos de gestão de empresas.

Os estrangeiros nas condições acima previstas deverão aceder ao aplicativo MySejahtera (para rastreamento de contactos) e a ficar em quarentena, durante 10 dias, em centros ou hotéis determinados pelo Governo e com custos suportados pelos próprios.

Vigência da Ordem de Movimento Controlado Condicional (CMCO), que vigora até dia 28 de abril, para todos os Estados da Malásia com exceção dos Estados de Perlis, Melaka, Pahang, Terengganu, Sabah e Territórios Federais de Putrajaya e Labuan. Nestes Estados entrou em vigor a Ordem de Movimento Controlado de Recuperação (RMCO), que estará em vigor, também, até dia 28 de abril.

Mercado parcialmente confinado e em Estado de Emergência, sendo obrigatório cumprimento das regras estabelecidas pelos vários tipos de ordens de controlo de movimento, bem como pelo próprio Estado de Emergência.

Em 24 de Fevereiro iniciou-se a campanha de vacinação no país. A vacina é gratuita e voluntária e requer registo prévio.

O plano de vacinação inclui a aplicação das cinco (5) vacinas até à data aprovadas pelas autoridades de saúde da Malásia: Pfizer-BioNTech, AstraZeneca, Sinovac, CanSino Biologics, Sputnik V.

 

APOIO ÀS EMPRESAS NO MERCADO

A nível económico, foram implementados vários pacotes de medidas, totalizando o valor de 340 mil milhões de Ringgit Malaysia (81.6 mil milhões de Dólares Americanos) desde o início da pandemia. Estes pacotes tiveram como objetivo combater o impacto do surto e catalisar o crescimento baseado na procura interna, bem como no incentivo de investimentos de valor adicional e de qualidade e, ainda, para aquisição de vacinas (5 mil milhões de Ringgit Malaysia, cerca de 12 mil milhões de Dólares Americanos).

O programa tem várias iniciativas estratégicas para impulsionar o crescimento económico, apoiar os negócios e alargar a assistência direcionada às pessoas e setores afetados.
O País encontra-se agora na etapa de um amplo plano de recuperação económica para revitalizar e impulsionar a economia.

O impacto económico mais imediato do COVID-19 foi o forte declínio nas chegadas de turistas em toda a região, afetando seriamente os hotéis, as companhias aéreas, as agências de viagens e, mais amplamente, o setor de retalho dependente do turismo.

Para mitigar o impacto, o governo adotou uma abordagem tripla - primeiro, para facilitar o fluxo financeiro das empresas afetadas; segundo, para ajudar a população afetada; e terceiro, para estimular a procura no setor do turismo e incentivar o desenvolvimento da economia digital.

 

CONSELHOS ÚTEIS ÀS EMPRESAS

  • Desenvolvimento da economia digital
  • Desenvolvimento de tecnologia para a educação remota
  • Equipamentos médicos e de proteção individual

 

SITES RELEVANTES

Nota: Tendo em conta o rápido desenvolvimento da pandemia COVID-19 e dos seus impactos na economia dos diversos países, a informação constante nesta página poderá não corresponder à totalidade da informação do mercado disponível e poderá ficar temporariamente desatualizada.

Última atualização: 26 de abril de 2021.

As empresas clientes da AICEP poderão contactar os respetivos Gestores de Cliente que lhes poderão fornecer informação adicional ou mais detalhada.