O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e exibir anúncios dirigidos. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies. Para saber mais leia a nossa Política sobre cookies. Aconselhamos igualmente a consulta da nossa Política de privacidade.

COLÔMBIA: COVID-19

Conheça os constrangimentos, medidas de relançamento da economia e oportunidades de negócio na Colômbia decorrentes da COVID-19.

PRINCIPAIS CONSTRANGIMENTOS PARA AS EMPRESAS

  • Condicionamento do transporte aéreo internacional: transporte de carga e voos humanitários operam com poucas alternativas de rotas, em função da região. Transporte nacional: circulação de passageiros residentes no país extremamente condicionada.
  • Necessidade de reforço de segurança em algumas operações.
  • Logística: em vários setores, é um relevante custo de contexto no acesso ao mercado.
  • Adesão sem precedentes ao teletrabalho, mantendo-se a prática de reuniões de negócios presenciais. Na administração pública, processos já habitualmente morosos e burocráticos poderão ter atrasos.
  • Suspensão de projetos de investimento a iniciar ou em curso.
  • Valor do peso colombiano (COP) face ao dólar americano (USD) e ao euro (€): dificulta o processo de importação de matérias-primas, produtos e serviços europeus (apesar da crescente valorização do peso colombiano verificada nos primeiros meses de 2021).
  • Aumento do número de empresas encerradas definitivamente.
  • Aplicação de medidas restritivas da circulação de pessoas. Em Bogotá, por exemplo, mantêm-se medidas de restrição à mobilidade entre as 23h00 e as 4h00, bem como a Lei Seca, entre as 22h00 e as 4h00.

 

APOIO ÀS EMPRESAS NO MERCADO

  • Os apoios dirigidos pelo Estado colombiano a empresas no mercado têm sido essencialmente de apoio à manutenção do emprego e serão bastante modestos quando comparados com outras geografias.
  • O lançamento do plano de reativação económica “Compromiso por Colombia”, destinado a apoiar mais de 500 projetos e criar 2,5 milhões de empregos, será uma das principais iniciativas de apoio às empresas no mercado. Neste âmbito, destaca-se o relançamento de projetos associados a infraestruturas, denominados megaprojetos de quinta geração de conceções (5G) (estando agora em fase de estruturação final, serão contratados durante o corrente ano e executados em 2022).
  • É ainda possível referir como exitosa a medida de aplicação de 3 dias sem IVA aplicada à comercialização de determinados artigos como vestuário, bicicletas, transportes elétricos e eletrodomésticos, entre outros, durante o ano 2020. Espera-se que esta medida se repita em 2021, estimulando o consumo interno de diversos produtos.

 

CONSELHOS ÚTEIS ÀS EMPRESAS

  • Apesar de já não estar restringido o acesso a deslocações em trabalho à Colômbia – tão relevante num mercado em que o relacionamento tem um papel extremamente decisivo – aconselha-se as empresas a analisarem o mercado e respetivos comportamentos de consumo. São ainda poucos os dirigentes de empresas que regressaram ao escritório. O teletrabalho continua, portanto, a ser privilegiado e o processo de decisão em negociações continua a ser prolongado.
  • As empresas interessadas no mercado devem procurar obter, previamente à abordagem comercial, informação associada à existência de requisitos de certificação de marcas e produtos (sempre que aplicável). Neste capítulo e em especial nos setores alimentar e bebidas, assim como de medicamentos e dispositivos médicos, poderão consultar legislação em vigor e procedimentos a ter em conta, junto do INVIMA.
  • Destacam-se potenciais oportunidades de negócio associadas a atividades como: Fornecimento de equipamentos de proteção individual e outros equipamentos médicos no âmbito do combate à pandemia; Atividades associadas ao comércio eletrónico, em marketplaces como o Mercado Libre, entre outros; Artigos para a prática desportiva e para a casa; Aplicações tecnológicas para a desmaterialização de processos, com implicações diretas em ganhos de eficiência; Mobilidade quer de transportes individuais, como bicicletas e respetivos acessórios, quer de outros meios de transportes movidos a energias mais limpas; Produtos agroalimentares diferenciadores e a preços competitivos para o mercado.

 

SITES RELEVANTES

Website institucional do Governo colombiano criado no âmbito da pandemia
Publicações económicas: portafolio.co, larepublica.co
Mercadolibre.com.co, marketplace e-commerce de referência
sicex.com, plataforme de Market Intelligence para comércio internacional
Plataforma para fornecimento de EPI

Nota: Tendo em conta o rápido desenvolvimento da pandemia COVID-19 e dos seus impactos na economia dos diversos países, a informação constante nesta página poderá não corresponder à totalidade da informação do mercado disponível e poderá ficar temporariamente desatualizada.

Última atualização: 28 de maio de 2021.

As empresas clientes da AICEP poderão contactar os respetivos Gestores de Cliente que lhes poderão fornecer informação adicional ou mais detalhada.